Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Terça-feira, 4 de Agosto de 2009

    Estacionamento multi-funcional para ciclistas urbanos

    É Verão e vêem-se cada vez mais ciclistas urbanos em Lisboa. Mas se há quem utilize este meio de transporte por lazer e diversão, há quem o faça como forma de chegar ao local de trabalho.

     

    À medida em que, em várias cidades europeias, esta nova forma de luta contra as alterações climáticas e o trânsito caótico ganha novos utilizadores, as empresas começam a desenvolver produtos criativos para “ajudar” ciclistas e cidades a tirar melhor partido desta evolução.

     

    Uma dessas empresas, explica-nos o site Ladyverd.com, é a Penny Farthings, que desenvolveu o Green Pod, um vestuário público com o tamanho de um estacionamento automóvel que permite aos ciclistas tomar um duche, mudar de roupa e guardar a sua bicicleta com segurança.

     

    O Green Pod está concebido para ser energeticamente autónomo. É equipado por um sistema de energia solar de 12 voltes instalado na parte exterior, que alimenta uma iluminação à base de Led’s que se activa mediante sensores móveis, aquecendo também a água para o duche.

     

    Os criadores do Green Pod são os australianos Mark Anthony Rossiter e Tim Ceolin, que se auto-denominam “apaixonados pelo desenvolvimento de soluções criativa para os problemas do meio ambiente e sociais”. Um bom nicho a aproveitar, tanto para as empresas como para os jovens empreendedores.

     

    É, certamente, uma boa solução para as cidades que queiram dar mais opções aos ciclistas urbanos – sobretudo os que utilizam a bicicleta como meio de transporte para se deslocar para o trabalho – ou mesmo para as empresas que, não tendo espaço nas suas instalações para este tipo de serviços, apostem no Green Pod, uma vez que este pode ser instalado tanto nos espaços exteriores como interiores.

     

    Pode ler mais sobre o Green Pod aqui
     

    publicado por LX Sustentável às 10:28
    link do post | comentar | favorito
    2 comentários:
    De António C. a 14 de Agosto de 2009 às 17:57
    não encontrei essa notícia na Visão On-Line.

    Como utilizador de bicicleta posso dizer que em Lisboa, exceptuando o Trânsito agressivo que por vezes se faz sentir e a poluição associada, o uso da bicicleta apenas é desconfortável em dias com temperaturas superiores a 25º
    (pelo menos para mim, pode ser diferente de pessoa para pessoa).

    Depois é essencial que se experimente uma bicicleta confortável. nem todas têm a ergonomia ideal para o uso na cidade.

    De resto Lisboa é tão ciclavel como qualquer outra cidade Europeia. As ciclovias, são um bom impulso para se verem mais utilizadores, não sendo necessariamente mais seguras do que se os velocípedes integrarem o restante tráfego. (Existem estudo que os comprovam)
    De antonio simoes lopes farinha a 20 de Agosto de 2009 às 23:34
    tentei,alem de comercial por motivo de saúde,circular por algumas ruas da zona de benfica-sao domingos de benfica.Os condutores de 4 rodas são horrivelmente intrangigentes,lado direito livre mas insistiam em apitar.ociclo,a musculo ou a motor electrico para alguma ajuda a idosos,não são tolerados.civismo,não esperem deste povinho que sai sempre atrasado para o trabalho,e o preço dos ciclos-não são nada convidativos,mas viavel,uma ideia a pensar muito seriamente para esta lisboa,que necessita da criação dum transito local normalizado.transportes urbanos suficientes nas fronteiras de lisboa,para quando......boa sorte,o petroleo ,,,,,,fala mais alto,mas o sol,a sua energia,esta ainda livre de imposto.....

    Comentar post

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds