Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Segunda-feira, 7 de Setembro de 2009

    CO2 na ordem do dia. E os restantes compostos químicos?

    Se as previsões apresentadas no livro das jornalistas Filomena Naves e Teresa Firmino se confirmarem, não só se verificará a migração dos peixes tropicais para as nossas águas como também poderemos ver fugir para Norte, para zonas mais frias, peixes que faziam parte das águas portuguesas.

     

    A última esperança para a resolução do problema das alterações climáticas poderá recair agora no encontro agendado para Dezembro, em Copenhaga, que tem como principal objectivo impor o limite de aumento da temperatura a menos de dois graus Celsius.

     

    Para a concretização deste objectivo, ambicioso, prevê-se a necessidade de  um aumento do investimento financeiro, permitindo aos países adoptarem medidas que conduzam à redução de emissão de carbono até 2020.

     

    Lisboa poderá não ser das capitais europeias que apresenta maiores níveis de emissão de carbono, no entanto poderá ser das mais afectadas pelas alterações climáticas.


    Para além das emissões de CO2, como composto químico responsável pelo aquecimento global, existem outras substâncias como os CFC – Cloro Flúor Carbonos, fluidos presentes na maioria dos Equipamentos de Refrigeração e Ar Condicionado – que são milhares de vezes mais nocivos que o CO2.


    Seria interessante perguntar aos lisboetas se encaminham correctamente os resíduos destes equipamentos, quando chegam ao fim de vida, ou se são suficientemente exigentes com quem lhes presta esse serviço.
     

    publicado por LX Sustentável às 16:00
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds