Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Quarta-feira, 23 de Setembro de 2009

    Os mais novos e a sustentabilidade

    Na sexta-feira deixámos aqui um apelo para nos visitarem no Green Festival. 
    E não é que nos encontrámos mesmo? Para além de leitores do nosso blog (o nosso obrigado), encontrámo-nos também com futuros leitores de palmo e meio que, através de uma iniciativa entre a Siemens e a Associação Juvenil da Ciência, visitaram o stand da Siemens no Green Fest.

     

    É nossa opinião que só assim asseguramos que, no futuro, a Siemens terá engenheiros e técnicos capazes de contribuir para um mundo melhor. A expectativa foi grande quando começou a demonstração, e tudo aquilo – as provetas, os tubos de ensaio, as pilhas, as lâmpadas, os dínamos, as “bocas de crocodilo”, o azeite, o vinagre, as flores e a água – foi posto em cima da mesa.

     

    O entusiasmo na sala do Centro de Congressos do Estoril foi grande, e aqueles miúdos certamente se irão lembrar deste dia como aquele em que decidiram “Quando foi grande quero ser cientista”.

     

    Repartidos por dois grupos, os cientistas de palmo e meio descobriram que matéria viscosa é diferente de água, que igual objecto leva mais tempo a chegar ao fundo da proveta se a solução for azeite. Que uma flor branca pode mudar de cor se estiver em água à qual foi adicionada corante.

     

    Desvendaram os mistérios por detrás de um interruptor e como “nasce” a luz. Descobriram que a pele é o maior órgão do corpo humano e que para obter uma campainha basta interromper o “ciclo” da energia.

     

    Apesar do nosso blog ter como target um público mais velho e, como tema principal, a sustentabilidade em Lisboa (com passagem por outras cidades que possam constituir benchmark à capital portuguesa), não pudemos deixar passar esta iniciativa (Green Fest) e este momento de interacção com o público mais novo.

     

    Porque são eles, como é óbvio, que vão pegar na cidade dentro de 20 ou 30 anos. E essa responsabilidade ambiental terá de lhes ser incutida hoje. 
     

    publicado por LX Sustentável às 16:55
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds