Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Terça-feira, 12 de Janeiro de 2010

    Hortas urbanas são um sucesso em Ponte de Lima

    Há uns tempos – meses, para sermos exactos – que no LXSustentável não falamos de hortas urbanas. Hoje voltamos a este tema para falarmos de Xavier Castillo, um professor universitário mexicano há 21 anos a viver em Portugal, e se que entusiasmou pelo projecto de hortas urbanas de Ponte de Lima.

     

    Segundo noticiou a Agência Lusa, Xavier não hesitou “nem um segundo” quando teve conhecimento de que a câmara local passaria a disponibilizar lotes para quem estiver interessado em cultivar a terra.

     

    O projecto de hortas urbanas foi criado pela Câmara de Ponte de Lima no início de Novembro e distribuiu, pelos munícipes interessados, lotes de terreno para cultivo agrícola, no Veiga do Crasto.

     

    Assim, foi expressamente vedada uma área para a implantação das hortas urbanas, que disponibilizam, numa primeira fase, 36 lotes – uma área entre 40 a 45 metros quadrados. Para já, estão já ocupados 21 dos 36 lotes.

     

    Para além do professor universitário, há outros agricultores urbanos com profissões diferentes, desde arquitectos, construtores civis e agentes da PSP.

     

    O município disponibiliza também um ponto de água para a rega das culturas, um abrigo comum para armazenamento dos utensílios agrícolas e um espaço para compostagem ou colocação de estrumes.

     

    Paralelamente, a câmara fornece ainda informação sobre os modos de produção e práticas culturais ambientalmente correctas.

     

    “Não sou um expert, é certo, mas certamente que, com a ajuda dos meus colegas agrónomos e dos outros proprietários de lotes, vou conseguir. E vou voltar a sentir aquele sabor especial de ter à mesa, no meu prato, os produtos que eu próprio cultivei”, revelou Xavier Castillo, que planta agora cebolas, batatas e morangos.

     

    Segundo a vereadora do Ambiente da Câmara de Ponte de Lima, Estela Almeida, a ideia das hortas urbanas é “apelar às boas práticas agrícolas, no âmbito da agricultura biológica” e pode ser ampliada num futuro a curto prazo. Quem disse que campo e cidade são conceitos diferentes?
     

    publicado por LX Sustentável às 11:48
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds