Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Sexta-feira, 19 de Fevereiro de 2010

    A cidade sustentável do futuro (parte 5)

    Um dado curioso: já vamos no quinto texto sobre as características que a cidade sustentável do futuro terá e ainda o artigo da CNN ainda vai a meio. Isto quer dizer muito do actual nível de sustentabilidade das nossas cidades e do árduo e longo trabalho que ainda temos para frente.

     

    Hoje vamos falar de mais quatro aspectos do dia-a-dia urbano-sustentável que terá de ser melhorado:

     

    13. Florestas urbanas. É antagónico referirmo-nos a uma floresta (literal) urbana? Segundo a CNN, não. Emerald City será como Singapura, que lançou recentemente o projecto Gardens by the Bay, onde árvores gigantescas cobre uma área de 54 hectares (aproximadamente 72 campos de futebol) na zona da marina da cidade. Uma verdadeira floresta, mas bem dentro da cidade.

     

    14. Carregadores para veículos eléctricos. A grande frota de veículos eléctricos de Emerald City (táxis, carros privados, transportes públicos, veículos de mercadorias…) irá precisar de vários pontos de carregamento para veículos eléctricos.

     

    Singapura (outra vez Singapura…) já está a testar estações de carregamento a energia solar, que gera energia limpa através do sol. São auto-suficientes, limpas e, no caso da solarenga Singapura, estratégicas.

     

    15. Artistas também são verdes. Emerald City tem que ter uma importante comunidade artística, mas esta não irá utilizar materiais novos, Irá, sim, criar magníficas obras de arte a partir dos resíduos produzidos pela própria cidade.

     

    É isso que andam a fazer, desde 2001, o monges de um templo de Banguecoque, na Tailândia, onde as esculturas são moldadas com aço, roupas, garrafas, cimento, areia, água e papel reciclado. E em vez de fontes, as criações utilizam cascatas verdadeiras e cobertas de plantas.

     

    16. Campos de golfe verdes. Todos sabemos que o golfe é um desporto em expansão, por isso a cidade do futuro deverá ter bons campos para os seus habitantes praticarem o seu jogo. No entanto, os campos de golfe são um pouco… insustentáveis. São milhares de acres que utilizam grandes quantidades de água, pesticidas e fertilizantes.

     

    Em Emerald City, porém, haverá carros de golfe movidos a energia solar e os campos serão amigos do ambiente, eco-eficientes e, certamente, certificados por autoridades ecológicas. Um pouco na senda do campo de golfe de Kau Sai Chau, em Hong Kong. Confira aqui.

     

    publicado por LX Sustentável às 12:25
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds