Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Segunda-feira, 22 de Fevereiro de 2010

    Xangai já tem 500 mil terraços verdes

    É uma das mais recentes tendências das grandes cidades globais: os terraços verdes. Então veja: o Shanghai Greenery Administrative Bureau diz que já “enverdeceu” 500 mil terraços de edifícios daquela cidade chinesa. Segundo as autoridades de Xangai, desde que este projecto começou, em 2003, foram já investidos perto de 750 mil euros nesta inovadora estratégia de sustentabilidade urbana.

     

    “No início não estávamos muito confiantes em traçar um objectivo. Mas depois da pesquisa do ano passado, que mostrou que podemos tornar 20 milhões de metros quadrados de terraços em espaços verdes, começámos a adoptar diferentes formas de promover [esta solução]”, revelou Li Li, chefe do Secretary Office do Shanghai Landscaping Commitee.

     

    Segundo o site Creative Cities, os terraços verdes melhoram a eficiência energética, ao actuar como isoladores e re-utilizadores de chuva e águas cinzentas que, de outra forma, se perderiam.

     

    Pesquisas realizadas pelos responsáveis de Xangai demonstram que ter um jardim no terraço reduz a temperatura interior da casa em três ou quatro graus – sendo que isso corresponde a uma redução de utilização de electricidade - para ar condicionado - em 20%.

     

    Paralelamente, estes mini ecossistemas urbanos também são habitats para os insectos e pássaros, o que contribui para a biodiversidade (já que estamos no Ano Internacional da Biodiversidade...).

     

    Um pouco como o que aconteceu em Portugal com as energias renováveis, também em Xangai o Governo regional decidiu dar incentivos monetários para quem queria tornar os seus terraços em sítios verdes – pagando perto de metade do custo da conversão.

     

    Também Inglaterra, Canadá e França existem já projectos semelhantes, mas com menos incentivos. Em Toronto, Canadá, e ainda segundo a Creative Cities, foi mesmo aprovada em Maio passado uma lei que obriga todos os grandes edifícios a implementarem projectos de jardins no terraço – entre 20 a 60% do terraço, consoante o tamanho dos edifícios.

     

    E o leitor, acho que estes projectos seriam viáveis numa cidade como Lisboa? 

    publicado por LX Sustentável às 13:18
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds