Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Quarta-feira, 3 de Março de 2010

    “Há quem utilize a palavra sustentabilidade sem saber o que quer dizer”

    As palavras são de Fernando Nobre, presidente da AMI, e foram proferidas na sessão pública de apresentação dos Green Project Awards, na semana passada no Museu da Electricidade, em Lisboa.

     

    “Sustentabilidade quer dizer futuro. Acredito que o ambiente chegará, rapidamente, ao primeiro plano de importância da sociedade. Contudo, é preciso coordenar três pilares essenciais – o Estado, a economia e a sociedade civil”, revelou.

     

    Se juntarmos a esta importância crescente da sustentabilidade no sociedade – suas empresas, instituições e cidadãos – aos dados disponibilizados pela ONU de que até 2030 cerca de 80% da população mundial viverá em cidades, então temos deslindado o objectivo deste blog.

     

    “O GPA está a contribuir não só para a melhoria de vida mas também para incentivar a criatividade da sociedade civil”, continuou Fernando Nobre.

     

    Já aqui falámos dos Green Project Awards e da sua importância para o reconhecimento de projectos de sustentabilidade – muitos deles serão postos em prática na cidades.

     

    Como também temos referido por aqui, sobretudo nas últimas duas semanas, a inovação estará sempre ligada à sustentabilidade e, no futuro, será por aqui que as cidades poderão tornar-se mais sustentável, minimamente habitáveis, criativas e interessantes.

     

    As candidaturas para os Green Project Awards decorrem até 31 de Maio, sendo este ano que os prémios estão divididos pelas categorias de Produtos e Serviços, Investigação & Desenvolvimento e Campanhas de Comunicação.

     

    Este ano, os Green Project Awards terão como tema ainda a pobreza e a diversidade, na sequência do Ano Europeu de Combate à Pobreza e à Exclusão Social e do Ano Internacional da Bioversidade.

     

    “A importância dos Green Project Awards está no facto de ser um desafio diferente [colocado] às entidades portuguesas, de apresentarem o que têm feito na área da sustentabilidade e de, ao mesmo tempo, mobilizar e incentivar outros a fazerem mais e melhor”, explicou também durante a mesma sessão Susana Fonseca, presidente da Quercus, organização parceira dos prémios.

     

    “Os projectos de responsabilidade ambiental e a luta contra a exclusão social estão muito frequentemente ligados e raramente podem ser separados. É um equívoco achar que são duas coisas separadas”, notou António Gonçalves Henriques, director-geral da Agência Portuguesa do Ambiente.

     

    E, ousamos dizer nós, também estão intimamente ligados à vida nas cidades e à sua futura expansão em qualidade.

    publicado por LX Sustentável às 15:23
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds