Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Quinta-feira, 11 de Março de 2010

    Terreiro do Paço só reabre em Maio

    Estava prevista a sua abertura em Abril, a tempo da Páscoa e dos turistas espanhóis, mas afinal vai apenas ver a “luz do dia” em Maio. Estamos a falar do Terreiro do Paço, que desde Janeiro de 2009 está encerrado aos visitantes e lisboetas.

     

    “A placa central do Terreiro do Paço, tendo em conta as últimas indicações, poderá estar concluída no início de Maio”, explicou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa, António Costa, ontem aos jornalistas.

     

    Assim, apenas o passeio a nascente do Terreiro do Paço, ao lado do Ministério das Finanças, poderá ser usado na Páscoa, tendo em conta o ligeiro atraso que se verifica no projecto da empresa Frente Tejo, concebido pelo arquitecto Bruno Soares e orçado em 9,5 milhões de euros.

     

    Ainda segundo António Costa, citado pelo Jornal de Notícias, o passeio poente e o respectivo torreão estarão a partir de hoje abertos. Mas em relação à zona norte [em frente ao Arco da Rua Augusta] e às fachadas, essas só serão concluídas “muito depois” da própria placa central.

     

    Recorde-se que, para além da adaptação dos pisos térreos a novas funcionalidades, está prevista a recuperação dos edifícios monumentais e um novo sistema de iluminação, tanto pública como monumental.

     

    Por outro lado – e até 2012 – está ainda previsto que estejam finalizadas tanto estas últimas obras como a antiga doca seca de construção naval do Arsenal da Marinha e a colocação a descoberto do espelho de água da Doca da Caldeirinha. No final, ainda segundo o Jornal de Notícias, espera-se uma ampla zona verde entre a praça e o Cais do Sodré. Será?
     

    publicado por LX Sustentável às 11:20
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds