Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Segunda-feira, 22 de Março de 2010

    A força do digital no Limpar Portugal

     

    Segundo os relatos dos organizadores do Limpar Portugal, foram 100 mil os voluntários que, no sábado e à chuva, ajudaram a recolher cerca de 70 mil toneladas de lixo em milhares de locais da geografia portuguesa. Um sucesso, portanto – ainda que os números oficiais só sejam conhecidos dentro de dias.

     

    Segundo Paulo Torres, um dos coordenadores da iniciativa, só no concelho de Braga foram recolhidas 400 toneladas de lixo, “essencialmente em terrenos de floresta e estradas no meio de bouças”.

     

    Ao todo foram 13 mil os pontos com lixo, entre florestas e terrenos urbanos, que foram identificados e “limpos” pelos voluntários. E até uma granada defensiva foi encontrada – e desactivada – pela PSP de Odivelas!

     

    “Esperamos não ter de repetir, que as pessoas tenham compreendido a mensagem”, disse Paulo Torres.

     

    O projecto Limpar Portugal conseguiu a atenção da comunicação social, dos políticos, Governo e até da Presidência da Republica. Estão por isso de parabéns os organizadores da iniciativa – 100 mil voluntários representará 1% da população portuguesa. É obra!

     

    O título do nosso post, porém, é outro. A força do Limpar Portugal – assim como de outras iniciativas pró-ambientais – veio sobretudo do digital: blogs, Twitter, Facebook e, claro está, o site da iniciativa e a plataforma 3rd Block, que já tivemos oportunidade de referir aqui.

     

    As novas tecnologias e as redes sociais são importantes para ajudar a sustentabilidade. Sobretudo porque podem inverter a lógica de mediatização dos eventos – qualquer grupo de amigos ou ONG pode, tal como os organizadores do Limpar Portugal – montar uma iniciativa sustentável a partir do – quase – nada.

     

    O tipo de empresas que se associaram ao Limpar Portugal reflecte a preocupação não só individual mas também empresarial que existe, em Portugal, com o ambiente e a sustentabilidade. Depois do debácle da Conferência de Copenhaga, é bom ver movimentos como o Limpar Portugal – e outros que por aí andam – a serem bem sucedidos e influenciar cada vez mais pessoas a lutar por um mundo mais sustentável.

     

    Os organizadores do movimento dizem que esperam não ter que repetir a iniciativa nos próximos tempos. Provavelmente, porém, terão de o fazer. A mudança de mentalidades não se faz de um dia para o outro. No LXSustentável continuaremos, todos os dias, a alertar para a sustentabilidade e a tentar mudar mentalidades. À tarde voltamos com (outra) iniciativa interessante. Até já.

     

    PS: A foto é de Manuela Magno. Podem ser consultadas mais fotos de sábado no site do Limpar Portugal, aqui.

     

    publicado por LX Sustentável às 11:04
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds