Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Sexta-feira, 17 de Julho de 2009

    Maia vai ter uma Horta de Subsistência. E Lisboa?

    A Câmara Municipal da Maia vai entregar a famílias carenciadas daquele concelho um terreno junto ao mercado do Castelo da Maia, que será transformado numa horta municipal. Segundo explica hoje o Jornal de Notícias, os produtos cultivados no terreno, que será dividido em parcelas, poderão ser vendidos por quem os cultiva, para reforçar o rendimento familiar.

    Podem candidatar-se ao projecto os residentes no concelho da Maia que tenham um rendimento familiar até 20 mil euros ou que tenham três ou mais filhos ao seu encargo. Os produtos podem ser consumidos pela família ou vendidos numa banca comum, no mercado do Castelo da Maia.

    Se tudo correr como previsto, a Horta de Subsistência pode arrancar já em Setembro, sendo que será dado acesso, aos participantes, a um ponto de água comum, adubo biológico e a um local de armazenamento de alfaias agrícolas.

    O projecto chama-se Horta de Subsistência e foi aprovado ontem à tarde em reunião de câmara. Trata-se de uma evolução do programa “Horta à Porta”, desenvolvido em parceria com a Lipor, um projecto que já tem dez hortas em funcionamento, três das quais no concelho da Maia. Este programa, porém, não permite que os produtos sejam vendidos.

    Neste post já falámos da experiência de Alisson Kerr, autora e editora do blog Loving Nature’s Garden, sobre este assunto.

    Este medida seria viável para Lisboa (sem falar das hortas urbanas que encontramos no IC19?) E que locais seriam boas para uma Hortas de Subsistência lisboeta? Duas boas perguntas para pensar no fim-de-semana.
    Categorias:
    publicado por LX Sustentável às 12:54
    link do post | comentar | favorito
    1 comentário:
    De Ricardo Miguel a 31 de Agosto de 2009 às 10:12
    Lisboa só não tem hortas, porque a sua população espera que alguém lhes ofereça terrenos. A verdade é que qualquer varanda, qualquer canto em casa dá para cultivar alguns produtos que utilizamos no nosso dia-a-dia....
    A perguiça é o maior travão para reduzir as emissões de carbono dos transportes de produtos hortículas de fora de Lisboa! uma varanda, uma horta! Eu já faço por isso!

    Comentar post

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds