Twitter

Twitter Updates

    Artigos Facebook

    Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

    arquivos

    Julho 2010

    Maio 2010

    Abril 2010

    Março 2010

    Fevereiro 2010

    Janeiro 2010

    Dezembro 2009

    Novembro 2009

    Outubro 2009

    Setembro 2009

    Agosto 2009

    Julho 2009

    Junho 2009

    Maio 2009

    posts recentes

    Estamos aqui: lxsustentav...

    O LX Sustentável mudou

    Mais vale tarde do que nu...

    A resposta de Pachauri

    Ainda Brasília (mas agora...

    Não há cidades perfeitas ...

    Vamos ter uma Segunda Cir...

    Planeta pode entrar em ca...

    Siemens e LNEC vão avalia...

    Como seriam as cidades se...

    Quinta-feira, 15 de Abril de 2010

    Temperatura em Cascais vai subir 6 graus até final do século

    Ontem, vinte cidades e vilas portuguesas foram ao Parlamento Europeu debater o tema das alterações climáticas, outra prova de que este tema entrou definitivamente na agenda dos autarcas.

     

    A razão não é para menos. Que o diga o investigador Filipe Duarte Santos, que hoje apresentou um estudo que revela que a região de Cascais deverá aumentar a sua temperatura média em 6,5 graus centígrados até ao final do século.

     

    O trabalho, coordenado por Filipe Duarte Santos mas que contou com uma equipa de 30 investigadores, apontou cenários previsíveis para a zona da Cascais a partir dos dados que hoje conhecemos sobre o clima daquela região.

     

    Segundo o estudo, que foi citado pela Agência Lusa, a temperatura mínima mensal, no Inverno, deverá aumentar entre um e dois graus centígrados em meados do século – e até três graus até ao final do século.

     

    Piores ainda são previsões para o Verão, em que a subida da temperatura média deverá ser de dois a quatro graus em meados do século e de cinco a nove graus até ao final deste mesmo século. Porém, o estudo revela que estas subidas da temperatura média terão como origem o facto de passarem a haver dias muito mais quentes – e não por ocorrerem temperaturas máximas muito mais elevadas que as actuais.

     

    Isto significará, assim, que as ondas de calor irão tornar-se mais frequentes e longas, ocorrendo não só no Verão como na Primavera e até no Outono. Haverá mais noites tropicais, em que a temperatura não descerá dos 25 graus. Em relação à precipitação, esta será (muito) menor, especialmente de Abril a Maio e de Outubro a Dezembro.

     

    O período de Junho a Setembro será ainda mais seco e o número de Verões secos também aumentará para o triplo. Curiosamente, o vento será mais intenso no Verão (até 20% no final do século) e menos intenso no Inverno.

     

    Se teremos Invernos mais amenos e Verões mais desconfortáveis na zona de Cascais, em Lisboa, a pouco mais de 30 quilómetros desta região, as oscilações não deverão ser muito diferentes, não é verdade?

    publicado por LX Sustentável às 13:09
    link do post | comentar | favorito

    pesquisa

     
    Perfil de Lisboa Sustentável
    Lisboa Sustentável's Facebook Profile
    Cria o Teu Crachá

    Categorias

    todas as tags

    Parceiros












    Media Partners









    subscrever feeds