Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Segunda-feira, 12 de Outubro de 2009

Ainda o Green Festival...

Há duas semanas estivemos no Green Festival e escrevemos sobre dois dos momentos mais altos do festival da sustentabilidade: a conferência de Gro Harlem Brundtland e a de Bjorn Lomborg e Filipe Duarte Santos.

 

Hoje voltamos ao Green Festival para dar conta do prémio “I am Green”, organizado pelo festival em parceria com a Ecochoice e que reconheceu o stand mais sustentável de toda aquela semana.

 

O concurso avaliou as características do stand, o mobiliário, elementos decorativos, equipamentos eléctricos e electrónicos, iluminação, material publicitário ou brindes a oferecer, entre outros.

 

A simples existência deste prémio demonstra que as empresas, para se auto-denominarem de “sustentáveis”, têm também de ter em conta o local de trabalho e as condições de sustentabilidade que colocam à disposição dos seus colaboradores - e que estas passam também por questões como o mobiliário  e os equipamentos eléctricos e electrónicos que estes utilizam, entre outros.

 

O stand vencedor, revelado agora, foi o Herdade da Comporta, que cumpriu os critérios atrás mencionados. O segundo prémio foi conquistado pela Siemens, que viu premiadas as suas acções ao nível do programa de reflorestação do parque natural de Sintra/Cascais – e na entrega de lâmpadas de baixo consumo – e o terceiro prémio foi para a Sociedade Ponto Verde, pelas actividades lúdicas relacionadas com a reciclagem promovidas no seu stand.

 

Houve também uma menção honrosa para a Brisa, pela forma diferenciadora como marcou presença no evento.

 

Sendo Lisboa uma cidade com uma forte componente empresarial, não podíamos deixar de mencionar este prémio – e constatar que, ser sustentável, tem mais vertentes que aquelas que, todos os dias, ouvimos, lemos ou vemos nos media.
 

publicado por LX Sustentável às 14:21
link do post | comentar | favorito

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds