Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Sexta-feira, 6 de Novembro de 2009

Estudo sustentabilidade: Lisboa fica-se pelo 22º lugar em CO2

Como prometido ontem, hoje começamos uma série de posts onde vamos analisar à lupa os resultados do estudo sobre que a Economist Intelligence Unit desenvolveu para Siemens. No computo geral, Lisboa, como ontem anunciámos, conseguiu 57,25 pontos, em 100 possíveis, ficando-se pela 18ª posição entre 30 cidades.

 

Para continuarmos a contextualizar a performance de Lisboa, podemos referir que a cidade mais bem posicionada acabou com 87,31 pontos – e que a média foi de 62,39.

 

Uma das áreas em que Lisboa não primou pela excelência, neste estudo, foi a relacionada com as emissões de dióxido de carbono. A capital portuguesa foi apenas a 22ª do estudo, conseguindo 4.05 pontos em dez possíveis e ficando longe tanto de melhor classificada (9,58) como da média europeia (5,79).

 

Para esta categoria, foram tidos em conta três indicadores: emissões, intensidade e estratégia de redução de CO2. Cada uma valia 33% para o resultado final.

 

Lisboa emite uma média de 7.74 toneladas de emissões de CO2 por habitante, mais do que a média das outras cidades (que se fica pelos 5.21). Os dados são referentes a 2007 e têm como base a E-Nova e a população oficial de Lisboa à altura.

 

A explicação, segundo o Economist? "O alto volume de veículos que entram em LIsboa, resultado de uma rede de transportes públicos ineficaz nos acessos ao centro da área metropolitana e na circulação dentro da malha urbana".

 

No segundo parâmetro, Lisboa emite 264.47 gramas de CO2 por unidade de PIB (dados do Eurostat), contra 356.12 da média das outras 30 cidades.

 

Finalmente, e em relação às metas de redução de CO2 referentes a 2020, Lisboa obteve 0.00 de pontuação (esta pontuação tem em conta os planos ambientais desenvolvidos pela cidade), contra 14.48 da média das restantes. Este último parâmetro é referente a 2008.

 

As emissões de dióxido de carbono na cidade de Lisboa (os resultados do estudo não incluem a Área Metropolitana) são, de facto, preocupantes. Ainda há muito a fazer em relação e este – e outros – problemas, como aliás temos vindo a referir no LXSustentável nos últimos meses.

 

Na segunda-feira vamos debruçar-nos sobre os resultados de Lisboa ao nível da energia. Até lá e continuamos à espera dos vossos comentários.

publicado por LX Sustentável às 11:36
link do post | comentar | favorito

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds