Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009

Carris distribui livros nos autocarros

Nos últimos dias, também por causa da apresentação do projecto Menos Um Carro, voltou à agenda dos media a questão da mobilidade sustentável. Este é um tema que, às portas de Copenhaga, tem ganho uma nova importância – até por todos os novos serviços de carsharing que têm surgido nas principais cidades mundiais, ao aparecimento dos carros eléctricos e híbridos, por exemplo.

 

Uma boa rede de transportes é essencial para uma cidade com níveis de ar mais limpos (para retomar o tema do post anterior), maior mobilidade dos cidadãos e, indirectamente, para uma maior produtividade nas empresas (os colaboradores passam menos horas no trânsito, chegam mais cedo e menos stressados, etc).

 

Mas não basta ter uma boa rede de transportes, é preciso convencer as pessoas dos benefícios de andar neles. Tudo isto para falar de uma iniciativa que a Carris promoveu na semana passada, que consiste na oferta de livros aos seus passageiros.

 

Segundo o Destak, o projecto chama-se “Ler entre Linhas” e inclui a distribuição de parte de obras lançadas pela editora Objectiva. O objectivo da oferta é “criar mais uma acção concreta de melhoria do tempo de circulação nos veículos” da Carris, explicou a empresa.

 

“Pretendemos tornar a viagem mais agradável”, explicou o secretário-geral da Carris, Luís Vale, citado pela Agência Lusa. “Querido Gabriel”, de Halfdan Freihow, foi o primeiro livro a ser distribuído. Seguem-se, em Dezembro e Janeiro próximos, “A Estirpe” e “Como falar com as miúdas”.
 

publicado por LX Sustentável às 16:04
link do post | comentar | favorito
1 comentário:
De Luís Pedro Santos a 16 de Novembro de 2009 às 23:23
Boa iniciativa e que devia ser seguida por outros operadores de transportes. Infelizmente, acho que não é a oferecer livros que as pessoas vão passar a andar mais de autocarro, ou metro ou comboio. Já ando a dizer isto há anos: os transportes suburbanos são insuficientes. Eu demoro uma hora de Oeiras para Lisboa, num trajecto que se faz em 10 minutos de carro. porque não a Carris com carreiras em Oeiras? Já para não falar de linha de Sintra ou dos acessos à Costa da Caparica. Acho que só quando houver mais soluções é que as pessoas vão passar a andar de transportes públicos.

Comentar post

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds