Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Segunda-feira, 23 de Novembro de 2009

Aperta-se o cerco a Copenhaga: a estratégia da UE

Os ministros do Ambiente da União Europeia (UE) estão hoje reunidos em Bruxelas para preparar a Cimeira de Copenhaga, onde se vai discutir um acordo para suceder ao Protocolo de Quioto. O objectivo deste encontro, segundo a imprensa europeia, é efectuar uma última revisão conjunta da posição comunitária relativamente à cimeira, assim como prepara as estratégias de negociação - e todos os cenários possíveis - que os 27 irão encontar na capital dinamarquesa.

 

“A UE trabalhará em Copenhaga para obter um resultado completo, ambicioso e vinculativo”, explicou o ministro da Ambiente sueco, Andreas Calgren. Uma fasquia alta por parte da UE, portanto – ao contrário da posição de alguns dos seus países, como já temos vindo a dar conta aqui.

 

Os resultados desta reunião só serão conhecidos mais para o final do tarde, mas os temas principais do dia de trabalho já são conhecidos: falar-se-á das tendências actuais em emissões de gases com efeitos de estufa, dos compromissos de redução já anunciados por outros dos países com “peso” na Cimeira ou das iniciativas para reduzir a reflorestação nos países em desenvolvimento, entre outros.

 

A parte táctica da negociação também não ficará esquecida, assim como as prioridades comunitárias. Recorde-se que a UE aprova o objectivo de evitar que a temperatura do planeta suba cima dos dois graus centígrados o que, segundo o Painel Intergovernamental para a Mudança Climática, obriga os países industrializados a reduzir entre 25 a 40% as, até 2020, as emissões de gases com efeito de estufa – tendo como paralelismo os níveis de 1990.

 

Até 2050, esta redução terá que atingir entre 80 a 95%. A UE já garantiu a redução destas emissões em 20% - sendo que aceitará subir esta quantia até aos 30% caso os outros países desenvolvidos se comprometerem a esforços idênticos.

 

Entre hoje e amanhã voltaremos a este tema, para debater as conclusões desta reunião - onde Portugal estará representado pela recém empossada ministra do Ambiente, Dulce Pássaro.

publicado por LX Sustentável às 10:42
link do post | comentar | favorito

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds