Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Segunda-feira, 28 de Dezembro de 2009

European Green City Index: curiosidades (2)

O nosso segundo post com curiosidades do European Green City Index revela as surpresas, revelações, confirmações e desilusões do estudo sobre a sustentabilidade em 30 cidades europeias. Amanhã voltamos com mais curiosidades.

 

A surpresa. O pobre resultado conseguido por Dublin na categoria de Transportes: 2.89 pontos, ficando atrás de Belgrado (3.90 pontos), Bucareste (4.55), Sofia (4.62) ou Praga (4.71). Lisboa também não se pode orgulhar do seu 25º lugar nesta categoria, um lugar “amaldiçoado” pela quantidade de habitantes que se desloca via automóvel dentro da cidade.

 

A revelação. Não sendo de admirar quais os primeiros classificados do estudo (capitais de países nórdicos, bálticos, Amesterdão e Zurique), há que realçar os resultados globais de Bruxelas (um 9º lugar), que ficou à frente de cidades como Paris, Londres ou Madrid. Também Vilnius, na Lituânia, surpreendeu no estudo, sobretudo na categoria de Qualidade de Ar (primeiro lugar, com 9.37 pontos).

 

A desilusão. Podíamos falar de Lisboa, mas não podemos deixar de votar na pobre prestação de Praga, que ficou no 24º lugar com 49.78 pontos. E, por categorias, foi uma desilusão a prestação das grandes capitais europeias (como Paris, Roma, Londres e Madrid) na categoria de transportes.

 

A confirmação. A grande sustentabilidade de Amesterdão, que conseguiu o quinto posto no global das oito categorias e, em particular, excelentes resultados em Energia, Edifícios, Transporte, Água, Resíduos e Utilização do Solo. Apenas em Qualidade do Ar e CO2 a cidade holandesa não obteve bons resultados.

 

publicado por LX Sustentável às 17:23
link do post | comentar | favorito

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds