Artigos Facebook

Gestão sustentável de resíduos em Lisboa

arquivos

Julho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

posts recentes

Estamos aqui: lxsustentav...

O LX Sustentável mudou

Mais vale tarde do que nu...

A resposta de Pachauri

Ainda Brasília (mas agora...

Não há cidades perfeitas ...

Vamos ter uma Segunda Cir...

Planeta pode entrar em ca...

Siemens e LNEC vão avalia...

Como seriam as cidades se...

Quinta-feira, 11 de Março de 2010

Ficará Portugal “limpo” a 20 de Março?

Já aqui tínhamos dedicado um post (parte de um post) ao projecto Limpar Portugal, agora vamos fazer o ponto de situação deste movimento da sociedade civil em prol da sustentabilidade.


Já são mais de 10.000 os pontos de limpeza identificados e que, no próximo dia 20 de Março, sábado, vão ser limpos por mais de 60.000 voluntários (para já...). Quase 1% da população portuguesa! É obra!

 

Confirmados como voluntários estão também já a Ministra do Ambiente, Dulce Pássaro, e o seu secretário de Estado, Humberto Rosa. Nada mau para um projecto que começou com um grupo de amigos que se inspirou numa iniciativa idêntica realizada na Estónia, em 2008,  e que, num só dia, vai tentar limpar toda a floresta portuguesa.

 

Caso queiram participar procurem neste mapa como e onde podem faze-lo. E se já estávamos impressionados com o nível de dinâmica e actualização que este site tinha (quando ainda só estavam confirmados 16 mil voluntários), imaginem com que cara estamos agora, quando há já 60 mil inscritos.


De acordo com declarações de Paulo Torres, um dos coordenadores da acção, o facto das inscrições poderem ser feitas em várias frentes, como autarquias ou associações, dificulta a contagem do número de participantes, mas só na Internet o projecto reúne já cerca de 40 mil membros, pelo que não é difícil chegar a um previsível total de 60 mil de inscritos.

 

“Isto pode representar bastante mais do que 40 mi pessoas, porque temos inscrições de agrupamentos de escuteiros, juntas de freguesias, escolas, portanto há várias em nome colectivo. Estou convencido que nesta fase teremos já ultrapassado as 60 ou 70 mil pessoas”, explicou Paulo Torres à Lusa.


Neste mapa, os pontos que serão limpos encontram-se a vermelho. Como seria de esperar, os pontos vermelhos multiplicam-se nas zonas urbanas e, entre as zonas urbanas, Lisboa é provavelmente a recordista de pontos vermelhos. O que não deixa de ser um bom e mau sinal. Bom sinal porque quer dizer que a sociedade civil está de olhos bem abertos para a questão da sustentabilidade na capital portuguesa; mau sinal porque quer também dizer que existem autênticas lixeiras a céu aberto na cidade. 

 

Analisando o mapa, as zonas de Monsanto, da baixa lisboeta e do Alto do Pina são das que mais serão intervencionadas.

 

E o leitor, já se inscreveu? E já agora, o que acha desta iniciativa?

publicado por LX Sustentável às 15:53
link do post | comentar | favorito

pesquisa

 

Categorias

todas as tags

subscrever feeds